Home » Atualidades » Dissídio Coletivo 2013

Dissídio Coletivo 2013


Veja nesta matéria informações sobre Dissídio Coletivo 2013.

Se você é empregador, empregado ou é membro de sindicatos de trabalhadores já deve ter passado por situações nas quais se reivindica melhores condições de trabalho ou aumentos salariais.

Os dissídios coletivos são a forma de solucionar problemas coletivos entre trabalhadores e empregadores por meio da Justiça do Trabalho.

Dissídio Coletivo 2013: o que é?

Dissidio coletivo. (Foto: Divulgação ).

Os Dissídios Coletivos são ações sobre questões não solucionadas anteriormente entre trabalhadores e empregadores levadas até a Justiça do Trabalho.

Tais ações podem ser representados por pessoas jurídicas – incluindo as confederações de trabalhadores e os sindicatos – e também por parte do empregador.

Os Dissídios Coletivos podem ser de caráter econômico ou jurídico. Quando de caráter econômico, criam normas para a regulamentação de contratos de trabalho individuais ou coletivos, como reajustes salariais e estabilidade provisória do trabalhador no emprego. Quando de natureza jurídica ou de direito, o dissidio coletivo busca interpretar norma legal preexistente baseado em acordo coletivo entre um grupo de trabalhadores e o empregador.

Os Dissídios Coletivos são muitas vezes confundidos com o Data-Base, data anual em que os sindicatos negociam piso salarial, aumento de valor da hora extra, valor do tíquete refeição ou aumentos salariais.

O Dissidio Coletivo pode ser considerado uma ação representada por um grupo de trabalhadores que buscam reivindicações não atendidas no Data-Base.

Leia também: Calendário eleitoral 2012 – TSE

Quando recorrer ao Dissidio Coletivo?

É possível recorrer ao Dissídio Coletivo quando direitos relacionados aos fatores estabelecidos anualmente por taxas como o Data-Base não são atendidos. O prazo máximo para julgamento é de dois anos.

No ano de 2012 os Dissídios Coletivos aumentaram no segundo semestre, o que se deve a greves por órgãos públicos como a dos Correios e dos bancos.

Dissídio Coletivo 2013. Gostou da informação?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*