Home » Beleza e Saúde » Alergia alimentar em bebê – Sintomas

Alergia alimentar em bebê – Sintomas




Em todas as idades, as crianças exigem dos pais muitos cuidados. Tais cuidados devem, no entanto, ser redobrados quando se trata de bebês, pois a partir do segundo ano, quando começam a ingerir alimentos sólidos, muitos desenvolvem alergias alimentares.

Como lidar com alergias alimentares em bebês?

Além de tornarem-se resistentes a ingestão de muitos alimentos, os bebês podem apresentar alergia a certos alimentos. As chances de alergia alimentar aumentam quando já existem casos na família.





Reações alérgicas ocorrem quando o corpo passa a produzir anticorpos para as proteínas existentes nos alimentos.

As reações mais comuns têm sintomas leves, como urticária, erupções cutâneas avermelhadas, diarréia, vômitos, secreção nasal e problemas respiratórios. No entanto, existem também sintomas mais graves, como dificuldade respiratória, colapso e choque, o que mostra que as alergias alimentares devem ser tratadas com seriedade.

Muitas alergias alimentares desaparecem com o crescimento. Mas é preciso consultar um médico pediatra para fazer o diagnóstico, e não tentar adivinhar, o que pode levar a erros.

Atenção redobrada com alimentos processados, pois o ingrediente que causa alergia pode aparecer disfarçado em sua composição. A visita a uma nutricionista pode também ser de grande ajuda, já que a profissional pode criar uma dieta equilibrada e especial, com alternativas aos alimentos que causam alergia.

Para evitar o surgimento de alergias alimentares, o aleitamento materno é a melhor prática. Além disso, evitar trigo, clara de ovo, frutos do mar e produtos derivados do leite de vaca até o primeiro ano do bebê pode contribuir muito.

Acesse Beleza e Saúde e conheça outras dicas.

Alergia alimentar em bebê – Sintomas
Avalie essa matéria!