Abertas mais de 2 mil vagas de emprego no TJ do RS

Saiba já informações sobre as mais de 2 mil vagas de emprego abertas no TJ do RS.

O Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul (TJ-RS) está com as inscrições abertas para o Processo Seletivo que deverá preencher 2.460 vagas nos cargos de Juízes Leigos e de Juízes Conciliadores. As oportunidades exigem níveis de escolaridade Médio e Superior.

Sobre as vagas de emprego no TJ do RS

O Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul (TJ-RS) deverá preencher 2.460 vagas de emprego.

Do total de vagas, 960 são destinadas ao cargo de Conciliador, na área Cível e 540 na área Criminal.

Requisitos

  • Ser brasileiro nato ou naturalizado;
  • Idade maior de 18 anos;
  • Não ser cônjuge, companheiro ou parente, consanguíneo ou afim, em linha reta ou colateral, até o terceiro grau, inclusive do Juiz Titular do Juizado no qual exerça suas funções;
  • Não exercer atividade político-partidária, nem ser filiado a partido político, representante de órgão de classe ou entidade associativa;
  • Não registrar antecedente criminal, nem responder a processo penal;
  • Não ter sofrido penalidade nem praticado ato desabonador no exercício de cargo público, da advocacia ou da atividade pública ou privada;
  • Não ser servidor do Poder Judiciário, concursado, celetista ou comissionado.

Inscrições

Os interessados em concorrer a estas vagas devem efetuar as suas inscrições até o dia 5 de novembro de 2012, através do site do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul ou no site da FAURGS.

Taxas de Inscrições

  • Juiz Conciliador – R$ 56,00
  • Juiz Leigo – R$ 129,00

Processo Seletivo

O Processo Seletivo será constituído pela aplicação de provas objetiva e de títulos, além de redação para concorrentes ao cargo de Juiz Leigo.

A previsão é de que as provas sejam aplicadas no dia 9 de dezembro de 2012, nas seguintes cidades: Alegrete, Caxias do Sul, Passo Fundo, Pelotas, Santa Maria, Santo Ângelo e Porto Alegre e Região Metropolitana.

Informações

Para maiores informações, acesse o site do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul.

Deixe um comentário