Como montar uma academia de ginástica – Sebrae

Fazer uma atividade física é indispensável. As pessoas estão cada vez mais conscientes que é necessário manter uma vida saudável, fugir do comodismo e da preguiça. Por isso o público que frequenta as academias fica maior, dia após dia, os centros de exercícios são os lugares próprios para que uma rotina de boa saúde bem orientada seja sustentada.

Tendo ciência desses elementos, montar uma academia de ginástica tornou-se um elemento a ser bem considerado por muitos empreendedores pelo país. O site do Sebrae dispõe de diversas orientações nesse sentido, o que pode ajudar na construção de um novo negócio.

O público destinto de pessoas é bem diversificado, idades variadas e objetivos diversos atrai muitas pessoas a esses lugares. Além disso, a melhora estética, a busca por uma boa condição física, o combate ao stress ou ainda a prevenção de doenças são fatores que atraem muita gente às academias, o que pode ser um incentivo a quem pensa em investir em um negócio neste sentido.

 

 

 

Mercado de academias está em crescimento

Segundo o Sebrae, estima-se que existam mais de 15 mil academias no Brasil, sendo o maior mercado do gênero na América Latina. Um faturamento de R$ 2 bilhões é estimado no país. E o negócio só cresce. (Confira também como qualificar-se para outros ramos de trabalho na categoria “Cursos Gratuitos” do GRzero).

O mercado cresce, mas é preciso ficar atento às exigências necessárias para fundamentar essa ideia da criação de uma academia.   Junta Comercial; Secretaria da Receita federal (CNPJ); Secretaria Estadual da Fazenda; Prefeitura Municipal (para a obtenção do alvará de funcionamento); Enquadramento na entidade sindical patronal em que a empresa trabalha; Caixa Econômica Federal – esses são alguns dos elementos que devem ser tratados inicialmente para a legalização desse tipo de negócio. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho, este seguimento de atividades físicas teve, em janeiro de 2010, um aumento de 23% em relação a janeiro de 2007, com o número de 33,987 empregos formais. Em crescimento, principalmente entre as classes A e B, esse mercado também se aquece entre as outras classes que se expandem economicamente.

Segundo o Sebrae, não é necessário formação superior para quem queira abrir uma academia, contudo, o exercício de atividades no ramo de educação física é prerrogativa de profissionais do ramo devidamente registrados nos Conselhos Regionais de Educação Física. Assim, legalmente é necessário, em cada academia, um responsável técnico e outros profissionais do ramo em suas dependências. Portanto, fique atento.

Para ver o passo a passo de como abrir uma academia de ginástica, acesse o site do SEBRAE.

Categoria: Dicas


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*